Betoneira Elétrica 120 Litros com Motor 1/3 CV 110V CS120L - CSM

Marca: CSM

Modelo: CS120

Referência: CS120

Disponibilidade: Sob Encomenda


Simulador de Frete
- Calcular frete

Descrição do Betoneira elétrica.

A betoneira CSM CS120L 120 litros foi criada para atender e auxiliar na execução de pequenas obras, como casas, muros, calçadas, reformas, entre outras.

Leve, de simples manutenção e com preço acessível, a Betoneira CSM CS120L 120 litros é totalmente desmontável, com novo sistema de basculamento, revolucionário sistema de acionamento com cremalheira estampada no próprio tambor da betoneira.

 

Volume Total: 120 Litros

 

Modelo Da Betoneira: Betoneira CS 120 Litros Monofásico 220V
Capacidade do Tambor (L): 120
Capacidade de Mistura (L): 70
Nº aprox. de ciclos/hora: 15
Produção Horária aprox. (m³): 1,4
Rotação do Tambor (r.p.m.): 32
Potência do motor: ⅓ cv IV pólos 
Tensão monofásica (V): 110V
Frequência (Hz): 60
Transmissão por correia tipo “V”: 3L-290
Peso (kg):: 67
Dimensões (CxLxA) (mm) 1200x675x1150

110 Volts* 



Deixe seu comentário e sua avaliação



Características



Uma betoneira ou misturador de concreto é o equipamento utilizado para mistura de materiais, na qual se adicionam cargas de pedra, areia e cimento mais água, na proporção e textura devida no tambor da Betoneira  de acordo com o tipo de obra.

O critério do arquiteto, engenheiro civil ou do mestre de obras, podem ser acrescidos outros tipos materiais na betoneira, como diversos tipos de cimentos e pedras, ou aditivos, bem como diferentes proporções destes.

Utilização:

A Betoneira é muito usada na construção civil, principalmente, para mistura de agregados como produtos e matérias primas a exemplo na construção de barragens e açudes utilizando-se o concreto na mistura da argamassa. Por ter composição diferente, não sendo adicionada a pedra e podendo-se adicionar a cal hidratada, esta é mais usada em revestimento, rejuntamentos e outros preparos na obra.

As betoneiras são medidas em litros em alguns locais, porem usa-se normalmente na construção civil como medida de capacidade a cubagem.

Os sistemas de mistura podem variar conforme o tipo, sendo os mais comuns pivotantes (onde o tambor da betoneira gira entorno de um eixo) ou rotativas (o tambor da betoneira  gira sobre roletes). As pivorantes funcionam através do giro do tambor e palhetas que cortam a "massa" a ser misturada, como em um liquidificador, já as rotativas provocam o turbilhonamento da mistura, com pás elevando e jogando o material, como em uma roda d'água invertida.